Educação

Perspectivas e projeto de estações de tratamento de efluentes industriais e sanitários, nas modalidades anaeróbia e aeróbia

Horário: 9h às 18h
Local: Ulbra Canoas - Av. Farroupilha, nº 8001 - Sala 203 do Prédio 14 - Bairro São José, Canoas/RS
Ministrantes: Eduardo Pacheco Jordão e Luiz Olinto Monteggia
(INSCRIÇÕES ENCERRADAS)

Objetivos
A oficina de treinamento trabalhará os conceitos e fundamentações do tratamento anaeróbio de efluentes. O foco será o tratamento de esgotos sanitários e industriais via reatores UASB e pós-tratamento aeróbio através de lagoas, filtros e lodos ativados entre outras tecnologias. A oficina objetiva oferecer conhecimentos técnicos para o entendimento, análise e controle da rotina operacional de sistemas biológicos de tratamento, principalmente no que se refere as tecnologias anaeróbias.

Público-alvo: Gestores ambientais, engenheiros químicos, químicos e demais profissionais envolvidos nos processos ambientais, projetos e gestão de estações de tratamento de esgoto.

 

Programação

Dia 03 – 9 às 13h –  Prof. Monteggia:  Aspectos Teóricos do Tratamento Anaeróbio e Reatores Anaeróbios de Fluxo Ascendente

1. Poluentes, parâmetros de controle e de dimensionamento

2. Legislação no Rio Grande do Sul, legislação federal

3. Grau de tratamento – a estação de tratamento

4. Visão 1: tratamento aeróbio e anaeróbio -- aspectos positivos e negativos

5. Introdução ao tratamento anaeróbio

6. Princípios da digestão anaeróbia

7. Degradação da matéria orgânica e formação do metano

8. Formação da biomassa

9. Reatores anaeróbios de fluxo ascendente

10. Reatores com enchimento interno

11. Reatores tipo UASB

12. Aspectos vantajosos e limitações do processo

Dia 03 – 14 às 18h –  Prof. Monteggia:  Critérios para projeto

1. Configuração dos reatores UASB

2. Tratamento anaeróbio de efluentes industriais

3. Tratamento anaeróbio de esgotos domésticos

4. A experiência brasileira

5. Aplicabilidade a efluentes industriais

6. Prétratamento fundamental

7. Parâmetros de projeto e controle nos reatores UASB

8. Critérios de projeto

9. Geração de lodo, descarte de lodo

10. Geração de escuma, descarte de escuma

11. Aspectos hidráulicos no projeto

12. Detalhamento das estruturas de entrada e saída, e do separador de fases

Dia 04 – 9 às 13h –  Prof. Monteggia:  Dimensionamento de um Reator UASB

1. Visão 2: tratamento aeróbio e anaeróbio -- aspectos positivos e negativos

2. Indicações da Norma Brasileira – comentários

3. Exemplo prático de dimensionamento de um reator UASB

Dia 04 – 14 às 18h –  Prof. Eduardo Jordão: Pós-tratamento aeróbio

1. Pós tratamento aeróbio – opções aplicáveis.

2. Pós-tratamento por filtros biológicos; modalidades e dimensionamento.

3. Pós-tratamento por flotação; confiabilidade e incertezas.

4. Pós-tratamento por lagoas de estabilização; aplicabilidade.

Dia 05 – 9 às 13h –  Prof. Eduardo Jordão: Pós tratamento aeróbio (cont.);  a ETE moderna.

1. Pós-tratamento por lodos ativados; modalidades e dimensionamento.

2. Apresentação de caso: aproveitamento de uma antiga ETE de lodos ativados, transformada em UASB + lodos ativados – a ETE Barretos, Niterói.

3. Exemplo de dimensionamento UASB + lodos ativados.

4. A ETE moderna: critérios técnicos, econômicos e ambientais.

5. Apresentação de caso:  modernidade no projeto da ETE Rio das Ostras, RJ;

6. Controle de odores nos reatores UASB: torres de lavagem e biofiltros

Dia 05 – 14 às 18h –  Prof. Eduardo Jordão: Visita técnica.

 

Ministrantes

Prof. Eduardo Pacheco Jordão (UFRJ) e Prof. Luiz Olinto Monteggia (UFRGS)

Prof. Eduardo Pacheco Jordão – Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - 1962, mestrado em Civil Engineering - University of Wisconsin-Madison – 1965, e doutorado em Engenharia Civil pela Universidade de São Paulo - 1998. Atualmente é professor associado aposentado e pesquisador visitante emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro. É autor do livro: Tratamento de Esgotos Domésticos que já em sua 5ª edição vendeu 12 mil exemplares.

 

Prof. Luiz Olinto Monteggia - Possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - 1973, graduação em Eng Civil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - 1975, mestrado em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – 1979, e doutorado em Engenharia de Meio Ambiente pela Universidade de Newcastle -1991. Atualmente é professor associado da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Engenharia Sanitária, com ênfase em Estudos e Caracterização de Efluentes Urbanos e Industriais, atuando principalmente nos seguintes temas: controle operacional de processos biológicos, esgotos sanitários e industriais, reatores com biofilmes, processos anaeróbios, fermentação anaeróbia, biohidrogênio.

 

*Investimento: R$ 1.000

- Desconto de 20% para inscrições e pagamentos até 25/08/2014.

- Após 25/08/2014 a cada 2 inscrições da mesma empresa 5% | A cada 3 inscrições da mesma empresa 8% | A cada 4 inscritos da mesma empresa 10%.

*Descontos não cumulativos

*Material Incluso: coffee-break, certificado e apostila digital.


Compartilhe isto:


+55 (54) 3055.8700 / 99109.1113 / 99128.6149 - proamb@proamb.com.br

© Todos os Direitos Reservados 2013 | Fundação Proamb