Imprensa

23/09/2014

Coprocessamento dá fim a resíduos industriais perigosos

O sério problema da destinação de resíduos sólidos perigosos vem sendo eficazmente solucionado por meio de coprocessamento. Com ele, cessa a obrigação de monitorar eternamente o resíduo e é eliminado o passivo da empresa que, ao final do processo, recebe certificado de acordo com as normas ambientais [portaria n° 016-2010 da Fepam].

Pioneira no Rio Grande do Sul, a Fundação Proamb oferece o sistema em sua unidade de coprocessamento no município de Nova Santa Rita desde 2013. Lá, é feita a identificação e a seleção dos resíduos industriais que são misturados, formando um blend, depois transformado em combustível para a indústria de cimento parceira Intercement, localizada em Candiota. As cinzas resultantes da queima são, por fim, incorporadas ao cimento ali produzido, dando fim à cadeia.

Veja matéria publicada no Portal AHKemFoco: http://ahkpoa.com.br/noticias/detalhe.asp?IDNews=1220

-

Compartilhe isto:


Galeria de Imagens


Jussara Konrad - Jornalista


Comente esta Notícia
  • Gestão ambiental se faz com prevenção

    Pesquisador da Embrapa palestrou na aula inaugural do curso de Agronomia do IFRS, em evento satélite do Seminário Brasileiro de...

    Veja Mais
    • Unidade Administrativa:
    • Rua São Paulo, 1068, Borgo, Bento Gonçalves - RS
    • CEP 95705-420
    • Unidade Central de Resíduos:
    • Linha Brasil, s/nº, Pinto Bandeira – RS
    • CEP 95717-000
    • Unidade Blendagem:
    • Av. Getúlio Vargas, 7700, Morretes, Nova Santa Rita – RS
    • CEP 92480-000 – Caixa Postal: 73
    +55 (54) 3055.8700 / 99109.1113 / 99128.6149 - proamb@proamb.com.br

    © Todos os Direitos Reservados 2013 | Fundação Proamb