Imprensa

03/02/2016

Em 2015 Usina de Itaipu foi líder mundial em geração de energia.

A usina Itaipu Binacional obteve, em 2015, a posição de líder mundial em geração de energia com a produção de 89,2 milhões de megawatts-hora (MWh) de energia elétrica. Esse resultado é 2,5% maior que a produção registrada na usina de Três Gargantas na China, de 87 milhões de MWh.

Desde que entrou em operação, a Itaipu Binacional perdeu a posição de líder mundial de produção anual de eletricidade apenas em 2014, quando gerou 87.795.393 MWh. Em 2015, Itaipu registrou 89.2 milhões de MWh, 1,6% a mais do que no ano anterior. A expectativa é de que a usina produza acima dos 90 milhões de MWh até o final de 2016.

A hidrelétrica, que pertence ao Brasil e ao Paraguai, também é a maior produtora de energia limpa e renovável do planeta, com mais de 2,312 bilhões de MWh acumulados desde a sua entrada em operação, em maio de 1984, há exatamente 31 anos e oito meses.

Comparativos

A energia produzida pela usina de Itaipu em 2015 (89.215.404 milhões de MWh) seria suficiente para suprir o consumo de todo o Nordeste do Brasil por um ano e um mês; a região Sudeste, por quatro meses; e o Sul, por um ano. Atenderia também a toda a demanda de uma cidade como São Paulo por três anos; Curitiba, por 18 anos; e Foz do Iguaçu, por 155 anos e oito meses.

Já a energia acumulada (2,312 bilhões de MWh) seria suficiente para suprir o consumo do Norte por 71 anos e cinco meses; o Sudeste, por nove anos e seis meses; e o Sul, por 27 anos e três meses. Toda a demanda de uma cidade do porte de São Paulo seria atendida por 78 anos e cinco meses; a de Curitiba, por 467 anos; e a de Foz do Iguaçu, por 4.036 anos e um mês.

Itaipu responde atualmente por 15% de toda a energia elétrica consumida no Brasil e atende a mais de 75% do mercado paraguaio de eletricidade.

Fonte: Ambiente Energia

Imagem: www.energiainteligenteufjf.com

-

Compartilhe isto:


Galeria de Imagens

Comente esta Notícia
+55 (54) 3055.8700 / 99109.1113 / 99128.6149 - proamb@proamb.com.br

© Todos os Direitos Reservados 2013 | Fundação Proamb