Imprensa

01/03/2016

Especial 25 anos | Aquisição da FIEMA possibilitou um olhar à frente dentro do setor

A aquisição da FIEMA Brasil – Feira Internacional de Tecnologia para o Meio Ambiente, em outubro de 2006, representou a passagem da fundação para um novo patamar de possibilidades: expansão de relacionamentos, captação de conhecimento e realização de negócios.

A Proamb, que havia participado das duas edições anteriores – em 2004, como expositora, e em 2006, também como apoiadora - foi procurada por Juarez Piva, um dos criadores da feira, para propor que a instituição assumisse o evento. “Precisávamos  realmente de um órgão, de uma entidade como a Proamb. A fundação tinha todo um conceito, toda uma cultura e estava pronta para fazer a transformação que era necessária. Trabalhar nesse segmento é sempre um caminho longo, difícil. Meio ambiente todo mundo diz que é maravilhoso, muito bom, desde que seja sempre o outro que faça, tome as atitudes. A Proamb tinha a vocação, já tinha o espírito, enxergava e estava tentando cada vez mais mostrar o conceito, a necessidade”, lembra Piva. Pelo lado da Proamb, a oferta de Piva foi ao encontro dos anseios da fundação. Era uma ótima oportunidade para novos horizontes em relacionamento estratégico e novos negócios.

Após análises, estudos e discussões sobre a viabilidade do novo empreendimento, uma convicção marcou a formalização da mudança de mãos da FIEMA Brasil para a fundação Proamb: ”queríamos uma feira para gerar negócios ambientais. Não queríamos uma feira verde”, recorda Fabiane Locatelli, diretora executiva na época.

O dilema passou a ser o posicionamento da feira, bem diferente das feiras tradicionais realizadas na região, como vinhos e móveis. Atividades pelas quais as cidades da Serra Gaúcha já eram conhecidas no Brasil e no exterior. Como levar visitantes para um evento ambiental em Bento Gonçalves? Um aspecto era consenso entre todos os envolvidos: deveria ser uma feira com ênfase no âmbito profissional.

Para a 3ª Edição da FIEMA Brasil, em outubro de 2008, sob nova direção e com a convicção de uma abordagem profissional, foram inseridos eventos com forte apelo a esse tipo de público: o “Congresso Internacional de Tecnologias para o Meio Ambiente”, a “Rodada de Negócios” e a “Jornada Técnica Ambiental – Gestão Municipal”. Em relação às edições anteriores, foi preservado o “Viva a Natureza”, com foco em educação ambiental. A reformatação da feira também levou em conta os conhecimentos e informações colhidos em visitas da diretoria em duas edições de uma das três maiores feiras de negócios ambientais do mundo: a de Entsorga, Alemanha. A feira , sob a presidência do empresário Márcio Chiamaronte, ocorreu entre os dias 27 de outubro e 1º de novembro. Contou com a presença de 210 expositores, cerca de 22 mil visitantes (somados o público circulante e as crianças participantes do projeto “Viva a Natureza”, realizado em espaço separado) e o comparecimento de pessoas vindas de 17 estados brasileiros e sete países. As 202 reuniões ocorridas nas “Rodadas de Negócios” geraram uma movimentação comercial de cerca de R$ 5 milhões. Com uma plateia de cerca de 750 pessoas, o “Congresso Internacional de Tecnologia para o Meio Ambiente” foi bem aceito entre o público acadêmico e técnico.

O amadurecimento do projeto FIEMA Brasil, após a primeira feira de 2008, sob a direção da Fundação Proamb, mostrou que o empreendimento merecia ser incorporado à instituição como mais uma unidade de negócio. Após a realização das edições seguintes, a diretoria já possuía embasamento nos fatos para concluir que a feira, além de importante catalisador de conhecimento, tecnologia e negócios no setor ambiental do sul país, havia proporcionado  à fundação um olhar à frente, a antecipação de tendências e a assimilação dos conceitos mais recentes em relação ao setor ambiental. Como enfatiza a diretora Fabiane Locatelli, “não é apenas uma questão de visibilidade, a FIEMA simplesmente nos permitiu nos antecipar ao que está acontecendo”.

A FIEMA Brasil 2016 – hoje denominada Feira de Negócios e Tecnologia em Resíduos, Águas, Efluentes e Energia – será realizada em Bento Gonçalves, de 5 a 7 de abril de 2016, sob o tema “Redução de Custos no Processo Produtivo”, com os já tradicionais eventos paralelos do FIEMACON. Para saber mais acesse www.fiema.com.br.

-

Compartilhe isto:


Galeria de Imagens

Comente esta Notícia
+55 (54) 3055.8700 / 99109.1113 / 99128.6149 - proamb@proamb.com.br

© Todos os Direitos Reservados 2013 | Fundação Proamb