Imprensa

23/02/2016

Especial 25 anos | Fundação amplia seus serviços com foco em gestão ambiental

A central de resíduos sólidos industriais foi sempre o grande motor da Fundação Proamb, embora  a entidade, desde o início, tenha se distinguido pela prestação de assessoria. Porém, a constituição da assessoria técnica da Proamb só tomou forma após a realização do planejamento estratégico. Este instrumento de gestão administrativo organizacional, por sinal, foi um marco na história da entidade por apontar novos rumos de uma forma ampla ao negócio.

Pelo planejamento estratégico, a fundação se posicionaria com foco em soluções ambientais, seguras, transferindo tecnologia, contribuindo para qualidade de vida e desenvolvimento sustentável, com ênfase na Serra Gaúcha e visão global. Para cumprir essa missão, os seguintes princípios: responsabilidade, segurança, ética, continuidade, imagem e educação. Como a visão para o futuro assim resumida: “resíduo zero: mundo melhor”.

Para Neri Gilberto Basso, atual presidente da Proamb, a execução do primeiro planejamento estratégico foi o grande marco de uma nova visão a ser perseguida naquele momento. E até hoje ela ainda é a bussola das metas no longo prazo a serem concretizadas. “A ferramenta Planejamento Estratégico é um dos grandes diferenciais competitivos da Proamb”, reforça Basso.

Foi lastreada nas posições do Planejamento Estratégico que os dirigentes da fundação tomaram decisões que iriam dar novos rumos ao futuro da organização, como a abertura para o mercado estadual e a definição de caução para cobrir os custos após o encerramento da central de resíduos. Na formulação dos planos de ação, veio à tona a proposta de ampliar a oferta de serviços ao oferecer assessoria de gerenciamento ambiental.

No final de 2004, a Fundação Proamb inicia a assessoria técnica ambiental com foco na produção mais limpa (P+L). E não economizou esforços até conseguir que Bento Gonçalves recebesse o primeiro (e único) curso do Centro Nacional de Tecnologias Mais Limpas (CNTL/SENAI – RS) no estado, fora de Porto Alegre.

A linha de trabalho proposta pela diretoria para a equipe técnica era de um exercício focado, especializado e seguro, em que os colaboradores seriam atuantes e inovadores. O desafio lançado à equipe técnica da assessoria era modificar a visão de que a gestão ambiental é sinônimo de custo para a empresa. Fazer os empreendedores perceberem que a eficiência de processo e a qualidade ambiental se complementam de forma virtuosa e podem ser diferenciais competitivos.

Essas premissas são ainda valiosas para a atual equipe de assessoria ambiental, que mantém a convicção de seu papel de disseminadora de inovação e melhorias contínuas nos processo s de gestão ambiental.

-

Compartilhe isto:


Galeria de Imagens

Comente esta Notícia
+55 (54) 3055.8700 / 99109.1113 / 99128.6149 - proamb@proamb.com.br

© Todos os Direitos Reservados 2013 | Fundação Proamb